top of page

Maus-tratos na infância e adolescência

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), os maus-tratos são abusos e violências que afetam o desenvolvimento da criança. Eles podem ser divididos em quatro grupos:


🔸️Negligência: neste tipo de violência, os pais ou responsáveis negam os cuidados básicos à criança. Com isso, a criança pode apresentar isolamento, depressão, alimentação inadequada, problemas de crescimento e até baixo rendimento escolar.


🔸️Abuso físico: a criança passar por violência física que pode ser facilmente identificada em sinais, que geralmente são queimadura, hematomas e escoriações. As crianças que passam por isso vivem em estado de alerta, que a fazem desconfiar de adultos, ter medo dos pais e apresentar problemas para dormir e se alimentar.


🔸️Abuso emocional: os pais ou responsáveis desrespeitam as necessidade da criança, submetendo-as discriminação, punições, rejeição e falta de carinho.


🔸️Abuso sexual: nesse tipo de violência, a força é usada para obrigar a criança a realizar ações para satisfazer sexual o abusador, que geralmente é alguém próximo da família.



Números dos maus-tratos no Brasil

Você sabia que as denúncias de maus-tratos a crianças e adolescentes vêm crescendo anualmente no Brasil? De acordo com a Fundação Abrinq, em 2009 foram registradas 9 mil casos de maus-tratos na infância. Esse número cresceu para 59 mil casos em 2018 e assustadores 64 mil casos em 2020.


👉 As formas mais comuns de maus-tratos são a negligência (30% dos incidentes), a violência doméstica (28%) e o abuso emocional (15%)


👉 70% dos maus-tratos acontecem na residência da vítima ou do suspeito e, 63,2% dos casos são cometidos pelos próprios pais e mães das crianças


👉 As meninas sofrem mais com os maus tratos do que os meninos, com 56,2% e 40,5%


Imagem: Wix



Komentarze

Oceniono na 0 z 5 gwiazdek.
Nie ma jeszcze ocen

Oceń
bottom of page