top of page
Mãe e filho de Berçário

Está buscando um berçário, creche ou escola de educação infantil e não sabe por
onde começar?​

A escolha da primeira escola é sempre um momento especial e cheio de dúvidas para as famílias. Afinal, é a primeira grande decisão que você vai tomar pelo seu filho ou filha!

É fundamental que a escola seja um ambiente seguro, acolhedor e alinhado aos valores da família. São muitas as variáveis, e grandes as expectativas!

Por isso, para que você encontre, compare e escolha Berçários, Creches ou Escolas de Educação Infantil em todo o Brasil, a SchoolAdvisor preparou este Guia de Escolas! 

família com bebê
A ansiedade da primeira escola

Descubra como se preparar para escolher o Berçário ou escola de Educação Infantil!

1. Entenda quais são as prioridades da sua família e faça um checklist. Compreender o perfil da sua família é a chave do sucesso para a escolha da escola.

2. A participação da família no dia a dia da escola é peça fundamental para muitas propostas pedagógicas. Pergunte o que será demandado pela escola e se vocês estão dispostos a dedicar o tempo necessário.

3 Entenda como a escola trata a rotina dos alunos. Você concorda que os hábitos do seu filho podem ser adequados aos horários coletivos, ou prefere escolas que se adaptem aos horários individuais de cada criança?

4. Os educadores possuem cursos e treinamentos específicos em desenvolvimento infantil? São treinados para que estabeleçam vínculos de afeto e confiança com os alunos?

5. Perceba como todos os funcionários se relacionam entre si e com as crianças; e ouça seu coração: você se sentiu acolhida(o) durante a visita? Se sim, provavelmente essa é uma boa escola para vocês.

Jornada escolher escola

O que escolher: Babá, Parente ou Escola?

Contratar uma babá pode significar atenção (quase) exclusiva para o bebê, além de um vínculo mais estreito entre o cuidador e seu filho ou filha. O olhar e o cuidado individualizados podem ser benéficos, sobretudo nos primeiros meses de vida, quando os bebês eles necessitam de muita atenção e cuidado constante. Estar sob os cuidados de uma babá também pode retardar o contágio das indesejadas doencinhas escolares. No entanto, eventualidades acontecem, e a babá pode chegar atrasada ou precisar faltar em dia importante para você no trabalho.

Contar com a ajuda de parentes, como os avós, tem a grande vantagem de serem pessoas altamente confiáveis, que já possuem um vínculo de amor com o bebê e valores provavelmente muito similares, com pelo menos um dos pais. Mas não é incomum que famílias que contam com ajuda frequente de parentes comecem a ter desentendimentos em relação à criação dos filhos. Isso porque já não é muito fácil chegar a um consenso sobre a educação que desejam oferecer para seu filho com o parceiro ou a parceira, imagina com a interferência de mais pessoas na relação?

Na escola, o bebê conta com um ambiente seguro e estimulante, onde pode interagir com outras crianças, ganhando autonomia e habilidades sociais. Além disso, as escolas contam com um time de educadores e profissionais especialistas capacitados para promover o desenvolvimento motor e cognitivo de acordo com cada faixa etária atendida. Por fim, não é preciso se preocupar em preparar as refeições, já que grande parte das escolas de Berçário e Educação Infantil oferecem alimentação balanceada na rotina.

Em resumo, cada família deve avaliar os pontos positivos e negativos, e escolher o que melhor atende às suas necessidades.

  • São Paulo - Escolas na Zona Oeste
    Jaguaré e Vila Leopoldina Pinheiros e Vila Madalena Lapa e Perdizes - Guia de Escolas Lapa e Perdizes - Grupo de WhatsApp Butantã e Jardim Bonfiglioli - Guia de Escolas Butantã e Jardim Bonfiglioli - Grupo de WhatsApp Granja Viana Buscar por endereço
  • São Paulo - Escolas no Centro
    Jardins e Cerqueira César Higienópolis, Santa Cecília e Pacaembú Consolação e Bela Vista Buscar por endereço
  • São Paulo - Escolas na Zona Sul
    Moema e Vila Mariana - Guia de Escolas Moema e Vila Mariana - Grupo de WhatsApp Itaim, Vila Olímpia e Vila Nova Conceição Cidade Jardim, Morumbi e Real Parque - Guia de Escolas Cidade Jardim, Morumbi e Real Parque - Grupo de WhatsApp Brooklin e Campo Belo - Guia de Escolas Brooklin e Campo Belo - Grupo de WhatsApp Santo Amaro e Chácara Santo Antônio Jabaquara e Vila Mascote Saúde e Chácara Klabin Ipiranga e Sacomã Cidade Dutra e Grajaú Buscar por endereço
  • São Paulo - Escolas na Zona Leste
    Tatuapé e Anália Franco Penha Mooca e Vila Prudente São Mateus São Miguel Parque São Lucas, Vila Alpina e Sapopemba Buscar por endereço
  • São Paulo - Escolas na Grande São Paulo
    São Caetano do Sul Diadema Embu Guaçu Guarulhos Aldeia da Serra, Alphaville e Tamboré Cotia e Granja Viana Buscar por endereço
  • Campinas e região
    Barão Geraldo - Campinas Vila Industrial - Campinas Vinhedo e Valinhos Buscar por endereço
  • São José dos Campos
    Escolas na região de Urbanova e Aquárius em São José dos Campos
Criança na escola
5 coisas que você só descobre quando seu filho entra na escola

1- Objetos de transição: muitas crianças têm o hábitos de usar chupeta ou objetos de transição para se acalmar, como um paninho ou bichinho de pelúcia. Entenda com a escola se o uso dos objetos em sala de aula é permitido e se a visão da instituição está alinhada com a sua!

2- Introdução alimentar: a fase da introdução alimentar, que acontece no Berçário, costuma deixar os pais bem inseguros. Ao considerar uma escola, pergunte na visita como a escola realiza a introdução de acordo com as diretrizes do pediatra do seu bebê.

 

3- Rotina: ao contrário do que muitas famílias pensam, o berçário e as escolas de educação infantil não são ambientes apenas de cuidado e acolhimento. É fundamental que as escolas promovam atividades lúdicas para desenvolvimento motor e cognitivo das crianças. Questione como esse trabalho é feito na rotina da escola.

4- Relatório de desenvolvimento: A primeira infância é uma fase de grandes ganhos motores e cognitivos. Detectar rapidamente atrasos de desenvolvimento pode ser decisivo para seu filho. Por isso, a observação e a documentação do desenvolvimento individual de cada estudante pelos professores é muito importante.

5- Adaptação: a adaptação escolar pode acontecer com ou sem a presença da família. Informe-se como é realizado esse processo na escola que está considerando para que você e seu filho se preparem para este momento.

As dúvidas mais comuns dos pais que estão buscando berçário, creche ou escolas de educação infantil

Quando devo começar a procurar escolas?

 

Muitas famílias têm dúvidas sobre o momento ideal para começar a buscar por escolas. Algumas preferem escolher a escola antes mesmo do bebê nascer, assim não precisam realizar visitas com o recém-nascido. Outras deixam a decisão para a licença maternidade. E ainda têm aquelas que deixam para escolher a escola junto com a criança.

 

Independente de qual for sua decisão, saiba que uma pesquisa da SchoolAdvisor apontou que o processo de busca por escolas leva de 3 a 6 meses. Por isso, não deixe para a última hora! Organize-se para começar a seleção de escolas com antecedência à data do início das aulas, assim você poderá avaliar suas opções com calma. 

> Clique aqui para buscar escolas por localização, nível de ensino e afinidade com seu perfil familiar no comparador de escolas da SchoolAdvisor.

 

O espaço da Educação Infantil pode ser compartilhado com crianças maiores, do Ensino Fundamental?

 

Em geral, nas escolas que atendem alunos do berçário ao ensino médio, existe uma separação física do espaço entre os estudantes. Isso porque o berçário e a educação infantil exigem uma estrutura diferente dos demais níveis de ensino. Desde o mobiliário, que deve ser apropriado para o tamanho das crianças, até espaços para manipulação do leite e para descanso. Portanto, idealmente, a escola deve manter espaços separados para as faixas etárias.

É melhor escola perto de casa ou perto do trabalho?

Definir a localização da escola nem sempre é tarefa fácil, especialmente se você mora em uma grande capital, como São Paulo. Preparamos algumas dicas para ajudar você tomar essa decisão:

1. Quanto menor a criança, menos paciência ela terá para passar longos períodos dentro do carro. Por isso, se você precisará enfrentar longos congestionamentos para chegar à escola perto do trabalho, pondere sua decisão!

2. Avalie sua rede de apoio: caso você opte por uma escola perto de casa, tem pessoas que podem te ajudar em caso de emergência, como você atrasar em alguma reunião ou seu filho ter uma febre inesperada no meio do expediente?

3. Você está amamentando? Talvez seja mais interessante uma escola perto do trabalho para que você possa dar uma fugidinha sempre que necessário.

4. Pense nos momentos além das aulas: onde moram os amigos dos seus filhos? É nessa região onde acontecerão a maior parte dos eventos de final de semana, como as festinhas de aniversário, por exemplo.

 

O que observar na alimentação da escola?

A escolha da escola de educação infantil passa por muitos pontos, e sem dúvida a alimentação é um dos mais importantes para as famílias. Isso porque é na escola que acontece a transição alimentar do leite materno ou fórmula para a alimentação sólida; e também onde as crianças constroem os hábitos alimentares que levarão por toda a vida.
1- Observe se os cardápios são balanceados e preferencialmente sem açúcares, conservantes e embutidos.
2- Se atente aos sucos, bolos, cookies, muffins, presença de integrais nos lanches e à variedade de verduras nas refeições principais.
3- Nas visitas presenciais às escolas, peça para conhecer a cozinha e a área do refeitório. Perceba se as cozinheiras estão usando toucas; se a cozinha está limpa e organizada; e se as geladeiras estão com tudo armazenado em potes fechados e etiquetados.

A escola infantil deve alfabetizar?

 

A alfabetização na educação infantil é uma dúvida comum a muitos pais. Enquanto algumas escolas oferecem um processo mais estruturado de alfabetização ainda na educação infantil, outras trabalham com a curiosidade natural das crianças para introduzir a base alfabética.

Por meio de brincadeiras que ressaltam a sonoridade das palavras; do manuseio de livros, gibis e outras fontes impressas; e do reconto de histórias feitas pelo professor, as crianças vão se familiarizando com a linguagem escrita.

Mas será que seu filho deve concluir a educação infantil, obrigatoriamente, alfabetizado? Ou será que tem algum problema se ele ainda não conhecer o alfabeto ao chegar no ensino fundamental?

 

Estudos da Neurociência mostram que o processo de alfabetização começa aos 2 anos de idade, mas a alfabetização propriamente dita é um processo esperado que seja concluído até o final do 2º ano (por volta dos 7 ou 8 anos).

O que você precisa saber antes de escolher um berçário ou uma escola infantil

A primeira coisa que você precisa saber é que as escolas de educação infantil são credenciadas nas Secretarias Municipais (caso a escola ofereça, também, Ensino Fundamental, a regulamentação é feita pela Secretaria Estadual). As Delegacias de Ensino são os órgãos regulatórios que possuem a informação sobre a autorização de funcionamento dessas instituições de ensino.

Toda criança a partir dos 4 anos deve estar matriculada em uma escola. E as escolas de educação infantil não são ambientes apenas de cuidado e acolhimento: existem competências e habilidades que precisam ser desenvolvidas na rotina escolar. Por isso, é importante que as atividades pedagógicas sejam pautadas pelas diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Outro ponto muito importante é observar a formação e quantidade de educadores em sala de aula. 

Na educação infantil, é necessário que os professores tenham formação em Pedagogia. Os professores especialistas devem ser, preferencialmente, licenciados em campos específicos do conhecimento, como Artes Plásticas, Artes Cênicas, Educação Musical, Língua Estrangeira e Educação Física.

E se você está em dúvida se quantidade de educadores por criança está adequada, saiba que de acordo com a recomendação do MEC (Parecer CNE/ CEB nº 20/ 2009), a proporção ideal é que cada professor em sala de aula atenda de 6 a 8 crianças na faixa etária de 0 a 1 ano; 15 crianças de 2 a 3 anos; ou 20 crianças de 4 e 5 anos.

Por fim, a Lei Lucas (13722/18), sancionada em 2018, e determina que as escolas, públicas e privadas, assim como os espaços de recreação infantil, devem capacitar professores e funcionários em noções de primeiros socorros. Os estabelecimentos também precisam dispor de kits de primeiros socorros e afixar, em local visível, a certificação que comprove a capacitação dos profissionais.

> Clique aqui para receber ajuda para escolher uma escola de educação infantil

5 dicas para se preparar para a Adaptação Escolar

1- Converse muito com a escola sobre como a instituição costuma conduzir esse processo e mantenha-se confiante.

 

2- Leve seu filho para conhecer a escola antes do primeiro dia. Comente como o espaço é divertido e o quanto ele será feliz lá dentro.

 

3- Explique que nos primeiros dias você ficará com ele por algumas horas, e que depois ele ficará em companhia de pessoas que foram escolhidas por você e em quem você confia.

 

4- Mantenha a rotina da criança e evite outras mudanças no mesmo período, como retirada de chupeta, mamadeira ou fralda, por exemplo. 

5- Nunca saia sem se despedir. Faça uma despedida breve e explique que logo irá voltar para buscá-lo.

Familia na escola
bottom of page