top of page

O brincar heurístico

Atualizado: 18 de mar.

Artigo enviado por Silvia Adrião, Diretora Pedagógica da Escola AB Sabin


Você já ouviu falar sobre o brincar heurístico? Será que se trata de uma novidade no que se refere ao desenvolvimento de bebês e crianças pequenas?

A heurística diz respeito ao ato de inventar, fazer descobertas, investigar algo. O brincar heurístico está justamente relacionado com esses atos. Trata-se de uma abordagem pedagógica desenvolvida pelas educadoras britânicas Elinor Goldschmied e Sonia Jackson, que tem como cerne a exploração, a investigação, a liberdade e o estímulo ao imaginário infantil.


Aluna do Colégio AB Sabin mexendo na terra
Imagem: Colégio AB Sabin

É por meio da brincadeira livre com objetos não estruturados, como pás, pegadores, folhas, pincéis, esponjas, pinhas, elementos da natureza e outros do uso do cotidiano, que a descoberta das coisas é feita pela criança. Ao contrário dos brinquedos fabricados que são prontos e já definem o brincar, esses objetos proporcionam uma infinidade de possibilidades de criação, de análise e de construção, contribuindo para múltiplas conexões e desenvolvimento da criança em sua totalidade.

Não há uma única maneira de essa brincadeira acontecer nem tempo estipulado, a premissa é o encantamento das crianças. Para isso, o educador tem um papel fundamental na definição da intencionalidade ao planejar a organização do espaço e na seleção de materialidades qualificadas, que contemplem texturas diversas e que sejam um convite à exploração, ao imaginário, à pesquisa de largo alcance e de tudo que possa ser construído e transformado.



Além disso, cabe a ele observar as explorações realizadas, a interação entre os pares, interpretar os fazeres, realizar possíveis intervenções, documentar os processos dos pequenos e, ao final da proposta, refletir sobre as possibilidades para dar continuidade às investigações realizadas.

É como o tradicional “brincar dos quintais”, onde um graveto vira uma ponte, a espiga vira uma boneca e pedrinhas viram riscadores para desenhar nas ruas. Porém planejado, criado e vivido na intencionalidade educativa, o brincar em que as crianças criam e deixam marcas no espaço que povoam.

Parece simples, mas essa é a grande revolução! A volta do brincar em sua grandeza, como cultura das infâncias, é fundamental para o desenvolvimento integral das crianças.


Artigo enviado por Silvia Adrião, Diretora Pedagógica da Escola AB Sabin


Saiba mais sobre a Escola AB Sabin


A Escola AB Sabin é um colégio Sócioconstrutivista que atende alunos da educação infantil no bairro do Butantã, em São Paulo.


Na AB Sabin, cada espaço foi pensado estrategicamente para que a criança possa vivenciar experiências profundas, com as melhores referências para uma prática ativa e qualificada de educação infantil.


A Escola AB Sabin se destaca por:

  • Sustentabilidade e natureza

  • Aprendizado por projetos

  • Desenvolvimento socioemocional


Para ver a infraestrutura completa e saber qual o valor da mensalidade da Escola AB Sabin, acesse o comparador de escolas particulares SchoolAdvisor clicando aqui. 


Se preferir, entre em contato com a Escola AB Sabin por WhatsAp, clicando aqui. 

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page