top of page

Você tem ideia de como está a saúde dos olhos do seu filho?

Por Senses Montessori School


Não há dúvidas de que os celulares e tablets já fazem parte da nossa vida e estão cada vez mais acessíveis para as crianças. Mas é fundamental termos consciência dos limites de acesso a esses eletrônicos.


Nossas crianças já são chamadas de Nativos Digitais - conceito criado pelo educador e pesquisador Marc Prensky no ano passado para descrever esta geração que nasceu a partir da disponibilidade de informações rápidas e acessíveis eletronicamente.


O neurocientista francês Michel Desmurget, em seu livro "Fábrica de Cretinos Digitais - Por que, pela primeira vez, filhos têm QI inferior ao dos pais", aponta o uso de eletrônicos como o grande vilão da inteligência desta geração. Ele defende a proibição do seu uso para menores de seis anos.


Menos tempo ao ar livre e o aumento do tempo de tela tem causado ainda uma crescente epidemia de miopia nas crianças, alerta a oftalmologista da Unifesp Samantha de Albuquerque.


"Tenho visto no consultório um aumento exponencial de casos, e o eletrônico portátil é a grande causa, pela proximidade do seu uso com os olhos e pelo fato ambiental de menos falta de exposição ao sol e ao ar livre, agravado pela Pandemia", comenta a médica, que é referência no tratamento da doença no Brasil.


Segundo a médica, ainda não temos consciência de que a Miopia precoce não é uma doença que se resolve com óculos ou operação, e isso acaba custando muito caro para algumas crianças. "Há um senso comum de que há solução, mas não há. A miopia aumenta muito o risco de doenças degenerativas como catarata, glaucoma, descolamento de retina e até a Maculopatia Miópica, que é a deficiência visual. E esses casos não são possíveis de reversão", alerta.


E qual é a boa notícia nesse contexto?


A boa notícia é que prevenir não custa nada! A melhor forma de evitar estes quadros é o estímulo a atividades ao ar livre. Outra informação importante é que a maioria dos casos pode ser tratado se diagnosticado precocemente.


A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP) recomenda a primeira visita ao oftalmologista a partir dos seis meses de idade e que exames sejam realizados a cada seis meses nas crianças até os 7 anos, quanto podem ser anuais. "Muitos pediatras ainda não estão atualizados sobre esta informação e não orientam os pais para estas consultas preventivas".


E você, já levou sua criança para a avaliação?


Artigo: Senses Montessori School




SAIBA MAIS SOBRE A ESCOLA SENSES MONTESSORI SCHOOL

A Senses Montessori School é uma Escola Montessori de Excelência, um centro de referência para democratizar o método no Brasil e proporcionar um ambiente para a criança desenvolver todo o seu potencial. A escola é bilíngue e recebe crianças de quatro meses a seis anos. Os agrupamentos são compostos por alunos de idades mistas, separados em Bebê Cientista (berçário), Cientista Júnior e Cientista Sênior. A locação em cada sala é feita a partir de uma avaliação da maturidade sócio emocional e cognitiva da criança, sendo a idade uma referência média para esta separação.


Saiba mais sobre a Senses Montessori School no buscador de escolas particulares da SchoolAdvisor. Clique aqui.

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page